ARETÊ | 11 de novembro de 2020

Conheça quem assina o Aretê

Por Redação Aretê

 

Um novo bairro, uma essência e a junção de personalidades. Saiba quem imprimiu a sua marca no novo destino de Búzios

Para compreender o valor de um projeto, muitas vezes precisamos conhecer os profissionais que o idealizaram, conceberam ou projetaram. O Aretê contou com uma equipe de especialistas na criação dos projetos de arquitetura do bairro. O conceito seguiu a tradicional arquitetura buziana, com construções de até dois andares que conservam o estilo e proporcionam um ambiente para quem busca tranquilidade e conforto.

Implantação

Um projeto moderno e inovador que traz conceitos de vida saudável, bem-estar e sustentabilidade, assinado pelo arquiteto Alexandre Feu. 

 

Fundada em 1982, a FEU Arquitetura é atuante no cenário nacional e internacional com projetos de diversas escalas para os setores privado e público. Seu fundador, Alexandre Feu, é o autor do plano urbanístico do Aretê. Feu acredita que a arquitetura influencia na qualidade de vida das pessoas e por isso criou um ambiente acolhedor que combina sofisticação com simplicidade. Com design inovador e uso de tecnologia moderna, Feu criou uma estrutura completa para atender diversos estilos de vida e para juntar a família, os amigos e cultivar vínculos. 

Região Náutica

Casas na beira de canais navegáveis, conectados ao mar, e vaga de barco individual.

Alexandre Feu também assina os projetos do Toriba NO e do Toriba NE. Seu escritório, a FEU Arquitetura, tem a missão de contribuir para um meio melhor de se viver, em uma eterna busca de transformar utopia em realidade. E essa utopia se transformou num grande arquipélago navegável com canais exclusivos, medindo 30m de largura, por onde será possível transitar diariamente  e ter acesso ao mar. Há opções de planta linear ou de dois andares com quatro suítes. Todas na beira de canais com acesso por rampas individualizadas, permitindo parar  seu barco na porta de casa. A estrutura da BR Marinas e do Hotel Aretê, com hospedagem, serviços complementam o conjunto de privilégio e exclusividade.

Região Campo – Ybirá

 

Casas que levam a assinatura dos escritórios de arquitetura Erick Figueira de Mello, FGMF e Pedro Paranaguá. Concepções que primam pelo bom gosto, personalidade e  pelo bem-estar que morar em contato com a natureza pode proporcionar.

O arquiteto e decorador carioca Erick Figueira de Mello tem projetos no Rio de Janeiro, São Paulo, Nova York, Miami e Portugal. Sua personalidade leve está presente em seus projetos que, com traço próprio e muita criatividade, alia tradição e modernidade. Ele trouxe para suas casas da Região Campo soluções funcionais e estéticas que privilegiam a amplitude do ambiente e aproveitam a bela vista da paisagem. Seu projeto é um convite ao relaxamento, dando a sensação de acolhimento e aconchego campestre e promovem uma relação mais íntima entre os moradores e a natureza.

Criado em 1999 por colegas de faculdade, o escritório FGMF nasceu com o propósito de produzir uma arquitetura contemporânea. O trio formado pelos arquitetos Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz possui características distintas e complementares, o que resulta em uma visão bastante ampla e plural. Suas casas para a Região Campo foram planejadas para aproveitarem o máximo da luz do sol. Os espaços amplos e integrados são mais um excelente pretexto para celebrar a vida e o convívio, dentro do espírito Aretê.

O renomado arquiteto Pedro Paranaguá sempre foi uma referência para o jeitão carioca de viver. Além da formação em arquitetura, também cursou Belas Artes e estagiou no escritório de Sergio Bernardes. Mas seu estilo moderno e cosmopolita é uma herança da sua criação. Filho do embaixador Paulo Paranaguá e da designer Glorinha Paranaguá, Pedro levou essa sua  assinatura para o projeto que desenvolveu com exclusividade para a Região Campo – Ybirá. São casas que imprimem modernidade e equilíbrio em suas linhas harmônicas, para quem sabe que não há conforto maior do que a tranquilidade. Pedro faleceu em 2018, e o Aretê é um de seus últimos projetos.

Região Campo – Alto Ybirá

Casas em um dos pontos mais altos do Aretê, desenhadas pelo arquiteto Alexandre Alvarez que combinou o privilégio da atmosfera de serra com vista simultânea para o mar e para o campo de golfe. 

 

Alexandre Alvarez foi, entre 2013 e 2017, presidente do Núcleo Búzios do Instituto de Arquitetos do Brasil e, por isso mesmo, dizemos que ele é um especialista no “estilo Búzios” de arquitetura. Atento ao melhor aproveitamento entre ambientes, adequando as técnicas construtivas com consciência ambiental, Alvarez criou as casas do Alto Ybirá. No projeto ele respeitou a bela vegetação nativa, a topografia, os acidentes geográficos, os recursos naturais e, é claro, a estonteante paisagem. Alvarez colocou a sua expertise na criação de espaços confortáveis, belos, em harmonia com as condições naturais das região, com o aproveitamento da iluminação e da circulação dos ventos predominantes.